Tags

,

Para o azar dos liberais brasileiros que insistem na tese, desprovida de base empírica, de que o desenvolvimento econômico não depende da estrutura produtiva de um país, em particular do crescimento acelerado da produção industrial; o artigo de Dani Rodrik no Valor de hoje (http://www.valor.com.br/opiniao/5157940/crescimento-sem-industrializacao) mostra que as experiências recentes de crescimento acelerado dos países da África, puxados por investimentos em infraestrutura, mas não acompanhados por um crescimento da produção industrial com vistas a exportação, “são excepcionais e podem não durar”. Ele também argumenta que a desindustrialização prematura ocorrida em várias economias em desenvolvimento tirou das mesmas a sua força propulsora. Por fim, o autor destaca que “industrialização” e “investimento em capital humano” são complementares, ao invés de substitutos, como parecem acreditar os liberais tupiniquins.