Antigamente a Economia era chamada de Ciência Lugubre por prever um destino sombrio para a humanidade. Coisas como a lei de tendência a miséria crescente do proletariado, rendimentos decrescentes na agricultura e tendência a superpopulação sempre deram um caráter sombrio ao estudo da economia.

Contudo, hoje a comissão do prêmio Nobel de economia, ao premiar simultaneamente, Eugene Fama e Robert Shiller, conseguiu violar o princípio da não-contradição da lógica, qual seja, de que uma coisa não pode ser e não ser ao mesmo tempo sob o mesmo aspecto. Se os mercados financeiros forem eficientes, Fama merece o prêmio Nobel pois dedicou boa parte de seu esforço de pesquisa a demonstração teórica e empírica da validade da hipótese de mercados eficientes. Mas nesse caso, Robert Shiller, cujo trabalho de pesquisa é mostrar que a hipótese de mercados eficientes não vale e que, portanto, Fama está errado, não poderia ser agraciado com o Nobel. Se a hipótese de mercados eficientes não for válida, então Shiller está certo e Fama errado; logo o prêmio Nobel de Shiller é merecido, mas o de Fama não. Agora, conceder o prêmio Nobel para os dois significa dizer que os trabalhos de ambos são corretos do ponto de vista científico, logo os mercados são e não são eficientes !!!!!

Pelo visto o mainstream da ciência econômica aderiu – tardiamente – a dialética hegeliana/marxista …. Próximo passo é dar premio Nobel póstumo para Karl Marx !!!!!

 

Anúncios